sábado, 5 de dezembro de 2015

Top 25 - Filmes Eróticos

Segue um apanhado de filmes quentes, provocantes e excitantes, são histórias que primam pelo clima sensual, alguns dramas envolvendo obsessão pelo sexo, outros mais delicados pendendo mais para o romance, e também descobertas, experiências e sadomasoquismo. 
O sexo ainda é tabu, quando o cinema o retrata de forma cru, com muito suor, línguas se enroscando e otras cositas más, muitas pessoas torcem o nariz, mas quando há aquelas cenas falsas e coreografadas todos batem palma, vide "Cinquenta Tons de Cinza", mas ainda bem que existe o cinema alternativo e diretores corajosos que incluem o sexo em seus filmes sem cair na pornografia. Confira alguns:

25- Minha Mãe (Ma Mère - 2009) de Christophe Honoré
Pierre (Louis Garrel), um adolescente de 17 anos, tem um amor cego pela mãe, mas ela não está disposta a assumir que o filho projeta dela. Recusando ser amada por aquilo que não é, ela decide quebrar o mistério e revelar a sua verdadeira natureza – a de uma mulher para quem a imoralidade se tornou um vício. Pierre pede para ser iniciado por ela e deixa-se levar até ao limite em jogos cada vez mais perigosos.

24- Ano Bissexto (Año Bisiesto - 2010) de Michael Rowe
Laura é uma jornalista solteira de 25 anos que vive em um pequeno apartamento na Cidade do México. Depois de uma série de casos amorosos, ela conhece Arturo. Na primeira vez que fazem amor, ela sente algo diferente e fica completamente dominada e envolvida. Eles iniciam então um romance de grande intensidade passional e sexual, em que prazer, dor e amor se misturam. Com o passar dos dias que ela cuidadosamente marca em seu calendário, os segredos de seu passado vem à tona, levando Arturo aos extremos.

23- 100 Escovadas Antes de Dormir (Melissa P. - 2006) de Luca Guadagnino
Melissa (Maria Valverde) é uma inocente garota siciliana, que tem apenas 16 anos. Ela se sente distante dos pais, já que seu pai vive viajando e sua mãe está concentrada apenas em seu próprio mundo, sem notar as mudanças pelas quais sua filha está passando ao se tornar uma mulher. Na escola Melissa passa o dia sonhando com Daniele (Primo Reggiani), um colega de classe por quem nutre uma paixão adolescente mas que a ignora solenemente. Até que, um dia, Daniele decide convidar Melissa para sair. Encantada, ela aceita de imediato. Seduzida, Melissa é iniciada no sexo e passa a participar dos jogos sádicos de Daniele e de seu amigo Arnaldo (Elio Germano). Desnorteada e sentindo-se humilhada pelo ocorrido, ela passa a se educar sobre o sexo e ter ousados encontros com vários homens.

22- Um Quarto em Roma (Habitación En Roma - 2010) de Julio Medem
As jovens Alba e Natasha se conhecem ao acaso em uma noite do verão de 2008 em Roma, onde passam doze horas juntas em um quarto de hotel. A princípio resistentes a qualquer tentativa de aproximação, temendo pôr em risco os relacionamentos reais que cultivam no exterior desse microcosmo, as duas acabam cedendo a seus instintos mais inesperados, numa entrega apaixonada e uma liberdade que nunca experimentaram. No entanto, na tarde do dia seguinte, as duas devem embarcar em aviões com destinos distintos: uma irá para a Espanha, a outra para a Rússia.

21-As Idades de Lulu (Las Edades de Lulú - 1990) de Bigas Luna
Lulu (Francesca Neri) é uma garota normal que tem sua vida mudada quando perde a virgindade com Pablo (Óscar Ladoire). Ela se apaixona por ele, os dois se casam depois de algum tempo, mas continuam experimentando fantasias sexuais, que incluem, até mesmo, caçar travestis pelas ruas. Eles ficam amigos, inclusive, de um travesti. Nos primeiros anos, o casamento significava para eles uma maior liberdade para usar e abusar de suas fantasias e de seus desejos eróticos.

20- Deite Comigo (Lie With Me - 2005) de Clément Virgo
Leila (Lauren Lee Smith) é uma jovem que adora sexo, se relacionando com os homens através de encontros casuais e sempre de forma breve. Uma noite, em uma festa lotada, ela encontra-se com David (Eric Balfour). Mais tarde Leila e um homem transam atrás da casa, com David e sua namorada observando sua performance de longe. David também transa com a namorada, sendo que seu olhar e o de Leila se cruzam enquanto ambos estão fazendo sexo com outra pessoa. Pouco depois David e Leila começam a namorar e, em seu relacionamento, eles começam a ter necessidades e desejos que vão além do lado físico.

20- Para Poucos (Happy Few - 2010) de Antony Cordier
Rachel (Marina Foïs) é funcionária de uma loja de joias. Quando conhece Vincent (Nicolas Duvauchelle) fica encantada e decide organizar um jantar de casais. Rachel e seu marido Franck (Roschdy Zem) acabam se envolvendo com Vincent e sua esposa, Teri (Élodie Bouchez). Loucos de paixão, eles passam a viver uma relação a quatro, fazendo todas as rotinas de casal, dormindo juntos e apostando nesse romance. Sem regras e sem mentiras, tudo caminha bem, mas não por muito tempo. Quando a confusão começa a tomar conta desse namoro moderninho, eles vão fazer de tudo para voltar à normalidade.

19- Ken Park (2002) de Edward Lachman e Larry Clark
A rotina de quatro adolescentes da cidade de Visalia, Califórnia. Shawn (James Bullard) é um skatista que transa com a namorada e com a mãe de sua namorada. Tate (James Ransone) gosta de se masturbar várias vezes seguidas e tem um cachorro de três pernas. Ele é criado pelos avós, que não respeitam a sua privacidade, o deixando furioso. Claude (Stephen Jasso) é agredido seguidamente pelo seu violento pai, um alcoólatra que o acusa de homossexualidade, e é consolado pela sua apática mãe grávida. Peaches (Tiffany Limos) anseia por liberdade, mas tem de cuidar de seu religioso pai, um cristão fundamentalista, que a espanca após vê-la transando. Embora conversem o tempo todo, cada um dos personagens não sabe dos problemas enfrentados pelos outros.

18- Clip (Klip - 2012) de Maja Miloš
Jasna é uma bela garota adolescente que leva a vida dura da geração do pós-guerra da Sérvia. Com o pai que tem uma doença terminal e uma mãe depressiva, ela está desiludida, tendo raiva de tudo e de todos, inclusive de si mesma. Apaixonando-se por um garoto da escola, ela mergulha num mundo de sexo e drogas, filmando tudo constantemente com seu telefone celular. Ainda assim, neste ambiente pesado, o amor e a ternura emergem.

17- Secretária (Secretary - 2002) de Steven Shainberg


Após passar algum tempo em um sanatório, Lee Holloway (Maggie Gyllenhaal) volta para a casa de seus pais pronta para recomeçar sua vida. Ela então faz um curso de secretária e tenta um emprego com E. Edward Grey (James Spader), que tem um escritório de advocacia. Apesar dela nunca antes ter trabalhado Lee é contratada por Grey, que não dá importância para sua falta de experiência. Inicialmente o trabalho parece bem normal e entediante, pois só digita, arquiva e faz café e Lee se esforça para agradar seu chefe e sua mãe, Joan (Lesley Ann Warren). Lentamente Lee e Grey embarcam em uma relação mais pessoal atrás de portas e cruzam linhas de conduta da sexualidade humana, um caso de amor no qual os papéis de dominação e total submissão ambos desempenham perfeitamente.

16- Diário Proibido (Diario de una Ninfómana - 2008) de Christian Molina
Valére (Belén Fabra) é uma jovem empresária de sucesso, que tem uma intensa vida sexual. Ela possui um diário, onde costuma escrever suas confissões mais íntimas. Decidida a não seguir qualquer convenção moral, ela passa a trabalhar como prostituta de luxo por mera curiosidade. Desta forma ela conhece um universo oculto, tendo acesso ao lado obscuro do sexo e das relações íntimas.

15- Lúcia e o Sexo (Lucía y el Sexo - 2001) de Julio Medem
Após o sumiço de seu noivo, o escritor Lorenzo (Tristán Ulloa), a bela e independente Lúcia (Paz Vega) decide ir até uma ilha do Mediterrâneo onde seu namorado nunca a quis levar, apesar de seus insistentes pedidos. Lá ela encontra detalhes sobre antigos relacionamentos dele, como se fossem passagens ocultas de seu passado que o autor, com sua ausência, agora a permitisse ler.

14- Lolita (1997) de Adrian Lyne
Em 1947, um professor de meia-idade (Jeremy Irons) de origem inglesa vai lecionar literatura francesa em uma pequena cidade da Nova Inglaterra e aluga um quarto na casa de uma viúva (Melanie Griffith), mas só realmente decide ficar quando vê a filha (Dominique Swain) dela, uma adolescente de 14 anos por quem fica totalmente atraído. Apesar de não suportar a mãe da jovem se casa com ela, apenas para ficar mais próximo do objeto de sua paixão, pois a atração que ele sente pela enteada é algo devastador. A jovem, por sua vez, mostra ser bastante madura para a sua idade. Enquanto ela está em um acampamento de férias, sua mãe morre atropelada. Sem empecilhos, seu padrasto viaja com sua enteada e diz a todos que é sua filha, mas na privacidade ela se comporta como amante. Porém, ela tem outros planos, que irão gerar trágicos fatos.

13- Um Copo de Cólera (1999) de Aluisio Abranches
Nos arredores de São Paulo, um ex-ativista (Alexandre Borges) constrói em uma chácara um mundo à parte. Após uma noite de amor intenso com uma jornalista politizada (Julia Lemmertz), todo o clima desaparece quando ele tem um ataque de cólera quando nota que as saúvas fizeram um rombo na sua cerca viva. Este fato, que normalmente não teria maiores conseqüências, gera inúmeras acusações por ambas as partes.

12- Betty Blue (37°2 le Matin - 1986) de Jean-Jacques Beineix
Zorg é um faz-tudo que cuida de vários bangalôs de praia na França. Ele vive uma vida tranquila, trabalhando seriamente e escrevendo no seu tempo livre. Um dia, Betty aparece em sua vida, uma jovem tão linda quanto selvagem e imprevisível. Inesperadamente, o jeito irreverente de Betty começa a fugir do controle. Zorg percebe que a mulher que ama está lentamente ficando louca. Quando o relacionamento dos dois se torna um caos, será que o amor pode prevalecer?

11- O Voyeur (L'Uomo Che Guarda - 1994) de Tinto Brass
Numa faculdade em Roma, o professor Dodo sofre uma profunda depressão desde que foi deixado por sua bela mulher - que o trocou por outro homem. Ele a quer de volta e tem sonhos eróticos constantes com a ex. Mas várias coisas acontecem para que ele a esqueça. Primeiro, ele é seduzido por uma aluna que lhe pediu carona. Depois, visitando o pai, conhece a sensual enfermeira que dá atenção a muitas outras coisas além da perna quebrada do velho.

10- Q (2011) de Laurent Bouhnik
Em um contexto social deteriorado por uma crise econômica que envolve todo o país, a vida de várias pessoas virará de cabeça para baixo depois de conhecer Cecile, uma personagem que simboliza o desejo.

09- Amor sem Pecado (Adore - 2013) de Anne Fontaine
O filme conta a história de duas amigas de longa data que se apaixonam pelos filhos adolescentes uma da outra. A trama é baseada no livro homônimo da ganhadora do Nobel, a australiana Doris Lessing, e foi adaptada ao cinema por Christopher Hampton - que ganhou um Oscar pelo roteiro de Ligações Perigosas, em 1989.

08- Jovem e Bela (Jeune et Jolie - 2013) de François Ozon
Durante uma viagem de verão com a família, a jovem Isabelle (Marine Vacth) vive a sua primeira experiência sexual. Ao voltar para casa, ela divide o seu tempo entre a escola e o novo trabalho, como prostituta de luxo. A adolescente explora a sua sexualidade e logo começa a ganhar dinheiro com os seus clientes, mas um incidente irá fazer com que a sua mãe, Sylvie (Géraldine Pailhas), descubra as suas atividades secretas. Ao longo das quatro estações do ano, Isabelle irá viver diversas experiências, passando por altos e baixos.

07- Ninfomaníaca (Nymphomaniac - 2013) de Lars Von Trier
Bastante machucada e largada em um beco, Joe (Charlotte Gainsbourg) é encontrada por um homem mais velho, Seligman (Stellan Skarsgard), que lhe oferece ajuda. Ele a leva para sua casa, onde possa descansar e se recuperar. Ao despertar, Joe começa a contar detalhes de sua vida para Seligman. Assumindo ser uma ninfomaníaca e que não é, de forma alguma, uma pessoa boa, ela narra algumas das aventuras sexuais que vivenciou para justificar o porquê de sua auto avaliação.

06- Cega Obsessão (Môjuu - 1969) de Yasuzo Masumura
Um escultor cego obcecado por uma modelo, a aprisiona em seu ateliê. Acreditando ter criado uma nova forma de arte tátil, ele e a modelo se envolvem numa alucinada e sadomasoquista relação, entre o erotismo, arte e a morte. Baseado num conto de Edogawa Rampo, pai dos romances policiais nipônicos dos anos de 1920 a 1960.

05- Shame (2011) de Steve McQueen
Na trama, que se dedicará a explorar as necessidades humanas e como as pessoas reagem às experiências que as moldam, Fassbender viverá Brandon, um novaiorquino de 30 anos que não consegue controlar sua vida sexual. Não bastasse os efeitos do seu vício em sexo, Brandon terá que se entender com as cobranças diárias de seu chefe, David (James Dale), e, nesse meio tempo, amadurecer a relação com a sua irmã, Sissy (Mulligan).

04- Shortbus (2006) de John Cameron Mitchell
Sofia (Sook-Yin Lee) é uma terapeuta de casais que nunca teve um orgasmo. Entre seus pacientes estão James (Paul Dawson) e Jamie (PH DeBoy), que mantém uma relação que começa a dar passos maiores. Há ainda Severin (Lindsay Beamish), uma dominatrix que mantém sua vida em segredo e não se abre para as pessoas. Eles se encontram regularmente no Shortbus, um clube underground onde arte, música, política e sexo se misturam.

03- Azul é a Cor Mais Quente (La Vie d'Adèle - 2013) de Abdellatif Kechiche
Adèle (Adèle Exarchopoulos) é uma estudante do colegial, que começa a se relacionar com o jovem Thomas, mas não se sente completa ao lado dele. Ela então descobre, no azul dos cabelos de Emma (Léa Seydoux), sua primeira paixão por outra mulher.

02- Destricted - 7 Vezes Erotismo (Destricted - 2006) de Gaspar Noé, Larry Clark, Marco Brambilla, Marina Abramovic, Matthew Barney, Richard H. Prince e Sam Taylor-Johnson
Destricted é o primeiro projeto do seu estilo, trazendo uma copilação de sexo e arte em uma série de curtas criados pelos artistas e diretores mais visuais e provocantes. O filme é composto por: Balkan Erotic Epic (Marina Abramovic), Hoist (Matthew Barney), Sync (Marco Brambilla), Impaled (Larry Clark), We Fuck Alone (Garpar Noé), House Call (Richard Prince) e Death Valley (Sam Taylor-Wood).

01- Love (2015) de Gaspar Noé
Murphy (Karl Glusman) está frustrado com a vida que leva, ao lado da mulher (Klara Kristin) e do filho. Um dia, ele recebe um telefonema da mãe de sua ex-namorada, Electra (Aomi Muyock), perguntando se ele sabe onde ela está, já que está desaparecida há meses. Mesmo sem a encontrar há anos, a ligação desencadeia uma forte onda saudosista em Murphy, que começa a relembrar fatos marcantes do relacionamento que tiveram.

Um comentário:

  1. É muito complicado o diretor acertar o "tom" nas cenas de sexo, para não ficarem falsas ou para não se tornar pornografia fácil.

    Dos filmes da lista que assisti, alguns tem cenas são bem realistas como "Azul É a Cor Mais Quente", "As Idades de Lulu" e "Lucia e O Sexo".

    Já vejo "Ken Park" como um pouco mais exagerado e o ótimo "Shame" sendo muito mais um drama.

    Até mais

    ResponderExcluir

SE FOR COMENTAR, LEIA ANTES!

NÃO ACEITO APENAS DIVULGAÇÃO.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...